Essa pergunta é uma objeção clássica que coloca a maioria dos cristãos no proverbial “se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”. Na melhor das hipóteses, desafia a onipotência de Deus. Na pior, questiona a sua existência.

A intenção da pergunta é mostrar que Deus não é onipotente. Ou Ele não pode criar a pedra, o que mostra que Ele não pode fazer qualquer coisa, ou Ele pode criá-la, mas não pode movê-la, o que também mostra que Ele não pode fazer qualquer coisa. A pergunta parece não deixar saída, mas apenas confirmar que Deus não é onipotente.

A pergunta é bem antiga. Ela tem, pelo menos, 800 anos. E há registros de uma versão semelhante de 1.500 anos atrás. Ela é comumente conhecida como “O Paradoxo da Pedra”.

Essa pergunta não prova nada contra a onipotência de Deus. Ela fere os princípios da lógica. A pergunta faz tanto  sentido  quanto  perguntar  “Vai  chover  ontem?”,  “É  possível  fazer  um  triângulo  redondo?”  ou “Quanto poder é necessário para fazer 2+2 ser igual a 5?”. Ela mistura duas premissas que não podem existir juntas. Deus pode criar uma pedra de qualquer tamanho. Ele também pode mover qualquer pedra. Mas misturar essas duas premissas em um mesmo universo fere o princípio da não-contradição. Filósofos e Apologetas cristãos têm respondido satisfatoriamente a essa pergunta ao longo dos anos. Ela não é nenhuma ameaça para o poder ilimitado de Deus.

Primeiro, há um problema com a premissa da pergunta. Embora seja verdade que Deus pode fazer qualquer coisa que seja consistente com a Sua natureza, é absurdo sugerir que ele possa fazer tudo. Deus não pode mentir (Hebreus 6:18); não pode ser tentado (Tiago 1:13); e não pode cessar de existir (Salmo 102:25-27).

Além do mais, assim como é impossível fazer um triângulo de um lado, é impossível fazer uma pedra tão pesada que não possa ser levantada. O que um Deus todo-poderoso pode criar, ele obviamente pode levantar. Colocando de outra forma: Deus pode fazer tudo que seja logicamente possível.

Finalmente, deveríamos observar que uma grande variedade de perguntas similares são levantadas para questionar a visão cristã de Deus. Assim, é crucial que aprendamos a questionar a pergunta antes de assumir que a mesma é válida.



PROVÉRBIOS 26:4-5
“Não respondas ao tolo segundo a sua estultícia; para que também não te faças semelhante a ele. Responde ao tolo segundo a sua estultícia, para que não seja sábio aos seus próprios olhos”.


PARA DEUS TUDO É POSSÍVEL... 
Tudo o que ele cria tem um proposito.





 Autor: Hank Hanegraaff | Tradutor: Felipe Sabino 

Sua Opinião:

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pela visita!!! Comente sobre o Assunto...