“Então respondeu Moisés: Mas e se não crerem em mim, nem ouvirem a minha voz, e disserem: O Senhor não te apareceu. Perguntou-lhe o Senhor: Que é isso na tua mão? E ele respondeu: Uma vara. Então lhe disse: Lança-a na terra. Ele a lançou na terra, e ela se tornou em cobra. E Moisés fugia dela”. Êxodo 4.1-4
Quando o Senhor quer operar um milagre em nós, ou através de nós, na maioria das vezes, ele usa aquilo que temos na mão; o que nós precisamos está conosco ou em nossa casa.
Há três exemplos Bíblicos que eu gostaria de destacar, além do exemplo de Moisés que acabamos de ler.
1. ( 1 Reis 17.8-16). A viúva de Sarepta estava em um dilema, de um lado o seu filho com fome, de outro o pedido de um homem de Deus. Aqui vemos duas opções: ou mata o desejo da carne, ou ouve a voz do Espírito. Enfim, ou faz o que a carne quer e morre ou ouve a voz de Deus que diz: “Faz primeiro para mim!” e viva.
2. (2 Reis 4.1-7). A viúva de um profeta que precisava de um milagre, mas Eliseu não orou por ela, ele a instruiu a usar o que ela tinha, um pouco de azeite, despejando-o nas vasilhas que ela conseguisse com os vizinhos.
> Um pouco de azeite pode encher muitas vidas que estão vazias, sem Deus.
> Pegue as vasilhas vazias, leve para oração e encha ela com o que Deus deu.
> Enquanto houver vasilhas o azeite não para de correr.
3. (Marcos 6.30-44). Quando Jesus fez a primeira multiplicação de pães e peixes, os discípulos queriam despedir a multidão com fome para que eles comecem em outro lugar.
Muitos têm saído da igreja com fome, eles estão sendo mal alimentados; são servidos de coisas e não do pão vivo que desceu do céu. Mas Jesus disse aos discípulos: “Dai-lhes vós de comer”. (v.37)
> Mas para dar o que comer a alguém, você tem se ter consigo o que dar ao outro. Jesus disse aos discípulos: “Quantos pães vocês tem? Ide ver!” (v.38)
O milagre da multiplicação começa com o que nós temos, mesmo que sejam cinco pães e dois peixes, com fé, nós podemos alimentar uma multidão.
Moisés foi chamado por Deus a libertar o seu povo da escravidão do Egito. Mas ele não cria que seria capaz de cumprir a missão. Foi então que Deus lhe deu muito mais do que uma garantia verbal da vitória, Deus lhes deu uma evidência visível de sua presença.
Para demonstrar a sua presença com Moisés, Deus usou algo que Moisés tinha consigo, o bordão que estava em sua mão: “Então, lhe disse: Lança-o na terra”. (Ex 4.3)
Deus chama a todos nós para servir com o que temos nas mãos!
 Há bilhões de pessoas sem Cristo pelo mundo, a quem somos devedores (Rm 1.14) e devemos ministrar o evangelho (Rm 1.15)
Há dezenas de problemas e situações que encaramos diariamente, e que requerem a nossa atuação com sabedoria, discernimento e unção do Senhor. (Mt 5.13-16)
Quero te mostrar 3 princípios para que você possa servir bem, glorificando a Deus e abençoando as pessoas:
1. Para se pagar um preço em servir, é necessário lançar o bordão no chão:
“Perguntou-lhe o Senhor: Que é isso na tua mão? E ele respondeu: Um bordão. Então lhe disse: Lança-o na terra. Ele lançou na terra, e ela se tornou em cobra. E Moisés fugia dela”. Êxodo 4.2-3
Quem serve, precisa jogar o seu bordão no chão; para se apoiar; para se defender e para se disciplinar.
2. Busque o poder de Deus para servir, Ele traz vida ao que está morto, mantenha os olhos no bordão.
“Então disse o Senhor a Moisés: Estende a mão e pega-lhe pela cauda. Ele estendeu a mão, pegou-lhe pela cauda, e ela se tornou em vara na sua mão”. Êxodo 4.4
Aquele que serve, precisa crer que Deus é poderoso para Transformar o que está seco e sem vida em algo vivo, forte e poderoso.
3. Reconheça o privilégio de servir, mantenha a mão no bordão.
Somos dispenseiros dos ministérios e da multiforme graça de Deus. (1 Pe 4.10; 1 Co 4.1)
Somos ministros da reconciliação. 2 Co 5.18
“O que é isso que você tens nas mãos? Sirva a Deus com o que tens!
O milagre acontecerá com aquilo que já existe em suas mãos. Deus já te deu, você só precisa crer e, deixar que Ele use!
O Espírito só pode encher VASILHAS VAZIAS. A medida do enchimento é a medida da vida que ofertamos a Deus. O enchimento implica na transformação das nossas RELAÇÕES SOCIAIS. O enchimento é vida para nós e para nossas famílias.
“Pois derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes”. Isaías 44.3
“Nos últimos dias, diz Deus, do meu Espírito derramarei sobre toda carne. Os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, os vossos jovens terão visões, e os velhos sonharão. Atos 2.17


Fonte: http://noticiandogospel.com
Sua Opinião:

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pela visita!!! Comente sobre o Assunto...